.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Ai Se Sêsse mentira!


Apagaram o Fogo Encantado do meu Cordel... Depois de 11 anos de banda, e 3 de peça teatral, o seu Lirinha resolve que já deu, que as coisas não são mais como eram antes e que talvez a gente ainda possa ser amigo. Nada disso, Lirinha. Como você mesmo disse no comunicado que divulgou, o senhor ajudou a desenvolver "um dos espetáculos mais originais da cultura pop do país". E agora resolve que acabou, assim, do nada? Sem dar nenhum sinal, sem aviso prévio... Pelo contrário, no meio da gravação do 4º álbum, simplesmente jogam tudo pro alto, cancelam shows. Desanimador.

Mas tudo bem, a gente entende e respeita essa sua "vital necessidade de trilhar novos caminhos". Mas cara, eu nem tive a oportunidade de ir a um show do Cordel, já tinha colocado na lista dos imperdíveis de 2010... Afinal, o cd novo tava vindo, já tinham lançado música nova e tudo, ia ser a minha chance. E agora esse balde de água fria nos meus planos. O sorriso que eu pretendia pintar pra noite inteira foi borrado, e agora sim eu me sinto um palhaço tão sem futuro quanto o circo da canção.

Agora só resta lamentar, pelo fim de um dos projetos mais criativos que surgiram na cena musical brasileira nos últimos tempos. E torcer para que os novos caminhos trilhados pelo Lirinha e pelos demais integrantes seja tão bons quanto os que foram percorridos até aqui.

E a quem interessar possa,
aqui tem os comunicados oficiais do produtor da banda e do Lirinha, fundador do projeto e responsável por esse Encanto.


P.S: Show do Móveis aqui no Rio, hoje, e eu não vou. Melhor eu ficar esperta e não perder o próximo, vai que a moda pega...

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Todo carnaval tem seu fim...

De volta à Cidade Maravilhosa, depois de uma curta temporada em terras cabofrienses. É engraçado isso, pra mim "voltar pra casa" significa voltar pra cidade em que milhões de pessoas passam férias... O que seria do Rio sem os turistas pra aumentar nossa renda, né? Obrigada paulistas, obrigada argentinos, valeu Madonna e Jesus Luz.

Enfim, agora seria o momento certo para refletir, fazendo aquele balanço, medir pontos positivos e negativos, e tal. Mas eu não me dou por vencida, e ainda tô curtindo horrores nesse final de festa. Afinal, num país em que o horário político fica no ar durante meses, é muito injusto que o Carnaval dure apenas 4 dias. Carnaval tinha que ser o mês todo, e ainda assim seria pouco porque fevereiro tem só 28 dias...
Mas a vida não é sempre como a gente quer, nem tudo são flores e a Mocidade não ganha mais nada. Mas só de ter deixado pra trás o fantasma da penúltima colocação do ano passado, já deu uma animada. A Mocidade é uma escola grande, perdeu força com a morte do seu patrono e maior "colaborador" (salve Castor, rs), mas conta com o apoio de uma torcida apaixonada e de uma comunidade que nunca a deixará na mão. É difícil falar em conquista de título agora, a escola não conta com tantos recursos como as outras, mas como já cantamos um dia, "Sonhar não custa nada/E o meu sonho é tão real..."

Agora, se é pra falar de final de folia, nada melhor que os blocos que continuam arrastando milhares de bons sujeitos por aí, nenhum deles ruim da cabeça muito menos doente do pé. Até domingo a festa rola solta na cidade, e depois tem as ressacas pra quem, como eu, gosta de curtir até ficar só o pó. Afinal, pra descansar a gente já tem o ano inteiro, Carnaval é pra se acabar mesmo!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Pequena e Genial, mas nem tanto.

Assim como milhões de pessoas ao redor do mundo, toda vez que o fim de um ano se aproxima eu já faço minha lista de promessas para o próximo. Afinal, um prazo de 12 meses parece tão longo que acreditamos que é possível fazer qualquer coisa nesse tempo: emagrecer, conseguir um emprego, estudar mais, e por que não, escrever algumas bobagens num blog.

Mas estamos no Brasil, e por aqui prevalece a regra de que o ano só começa depois do Carnaval...

Portanto, aqui estou eu, em plena Quarta-Feira de Cinzas colocando em prática um dos meus planos para 2010. Mas afinal, quem é esta que vos fala, e que se diz "Pequena e Genial"?

Vamos às apresentações:
Me chamo Gabriella, mas meu cheiro não é de cravo, tampouco minha cor é canela. Acho que ao me batizar minha mãe trocou esses atributos tão característicos por um "L" a mais no meu nome...
Moro no Rio de Janeiro, tenho 16 anos e pouco mais de 1,60 m de altura. Não tão pequena quanto o nome do blog pode sugerir... Aliás, nem tão pequena e nem tão genial assim, mas espero que isso passe despercebido, rs.
E aqui eu só pretendo dizer um pouco do que eu penso, acho, sinto, sei e quero. Sempre gostei de escrever, mas tinha muita vergonha de deixar outras pessoas lerem meus textos, eu pessoalmente nunca gosto do que escrevo e sempre acho que podia fazer melhor. Mas de vez em quando uma coisinha ou outra escapa, alguém lê minhas linhas mal escritas, e gosta.

Bom, por aqui o que não vai faltar são linhas mal escritas. Delicie-se com a minha falta de talento.



P.S: Eu moro no Rio, mas vim passar o Carnaval em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Não é ruim, não, as praias aqui são as mais lindas que se pode imaginar, mas confesso que em termos de folia momesca, nada se compara à minha cidade nessa época do ano. Os melhores blocos, os melhores bailes, as melhores escolas de samba... Sou apaixonada pelo Carnaval carioca, não espante se surgir um post carnavalesco fora de hora por aqui.
(Aliás, mais tarde começa a apuração dos desfiles desse ano, e eu estarei grudada na TV torcendo pela minha Mocidade...)

P.S (2): Há pouco tempo, uma pessoa me disse que gostava da maneira que eu "enfileirava as palavras". Pois aqui haverá sempre um monte de palavras, uma atrás da outra. Aproveite.