.

domingo, 20 de junho de 2010

Há perfeição nesse momento...

Na última sexta-feira, dia 18, eu experimentei mais uma das Infinitas Possibilidades que o Forfun tem a oferecer nos seus shows. E devo dizer que foi, sem dúvida, a mais incrível de todas até hoje, e que fez cair por terra qualquer preconceito que alguém ainda pudesse ter em relação a banda.
Apesar do frio, da distância (Vargem Grande é longe pra caraaaalho!), e de todas as incertezas enfrentadas (como iremos? como voltaremos? será que vão me barrar na porta?), lá fomos eu e Melissa, minha fiel escudeira. Depois de muito chão, muito tempo dentro do 747 e muito desenrolo na portaria, finalmente conseguimos adentrar ao local do show: o Néctar.
Sim, show do Forfun no Néctar.

Como não pensaram nisso antes?

O lugar era perfeito, parecia ter sido feito especialmente pra eles. Pro Polisenso. Pra Morada, pra Sol ou Chuva, pra todo mundo estar ali, tão perto, vivendo aquele momento incrível. Não adianta, eu não seria capaz de concatenar as palavras de maneira suficiente pra definir a energia que se instalou naquele espaço tão pequeno e distante, mas que conforme o show rolava, se tornou imenso.

Mas ver a banda ao vivo foi só uma pequena parte da noite. Logo na entrada, já dá pra perceber a vibe diferente do lugar. Umas árvores, uns tios vendendo artesanato, um bar que não mete a mão nos preços, sinuquinha legal, o Vitor sentado conversando com a galera enquanto o show não começava...
Opa! O Vitor sentado conversando com a galera?

Sim, enquanto em alguns lugares é um desespero pra entrar em camarim, uma gritaria quando os meninos entram na van, uma histeria louca pra tirar foto, blábláblá, no Néctar eles estavam super à vontade, circulando no meio das pessoas, conversando com todo mundo, tirando foto, trocando ideia... E não era só o Vitor não (apesar de ele ser sem dúvida o mais simpático e mais lindo e mais legal e mais louco de todos da banda, beijoVitormeliga =*),toda a banda tava nessa, interagindo com o público. E não tinha como ser diferente, o espaço do Néctar contribui pra isso: o lugar é pequeno, o palco menor ainda, pouca gente na plateia.

Tudo num clima muito intimista. Foi um ensaio aberto, como definiram os próprios músicos. Muitos amigos, muitas participações, muitas brincadeiras, todo mundo muito à vontade, cantando todas as músicas, pulando, dançando, se jogando na roda (o lugar era tão pequenininho que não tinham muito pra onde fugir, a Melissa levou um pisão terrível no pé e eu, uma porrada no ombro... Mas foi muito bom assim mesmo, nem sentimos tanta dor, rs)


No final, o frio terrível voltou com força, a condução pra casa não passava nunca, o corpo tava pedindo arrego e a voz tinha ido embora. E lá fomos nós, dessa vez numa Kombi apertada, às 3 e meia da manhã, com a passagem mais cara e mortas de cansaço, encarar o longo caminho de volta pra casa. E quando eu digo longo, não é força de expressão não, o Néctar é longe MESMO, no meio do nada. Mas, sinceramente, assim que é bom.
Longe de toda negatividade a onda boa se propaga no ar...





*Quem é desocupado o suficiente para acompanhar esse pequeno blog há mais tempo deve recordar do
primeiro post sobre a banda... Pois bem, na época eu entrei em contato com eles pelo Twitter (@forfunoficial),comentei sobre o post, e eles divulgaram meu blog. E apesar de ainda não conseguir acreditar que foi verdade, nessa noite conversei rapidamente com o Vitor sobre isso, que me disse que foi ele quem leu, gostou e twittou o link deste humilde espaço. Tive a oportunidade de agradecer pessoalmente, e agradeço aqui de novo... Valeu, Forfun; Valeu, Vitor, beijoteamo ♥

3 comentários:

  1. Depois desse post anuncio minha retirada, me recuso a ler algo sobre bandas coloridas... uahuahuhauha

    ResponderExcluir
  2. Dá-lhe Gabi: andando pelas ruas da Zona Oeste! hahaha gostei, voce escreve bem! Explora o potencial!
    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  3. rs eu acho q foi a mesma kombi q peguei... vou falar pra vc's tudo q eu esperava desse show aconteceu o forfun nao decepciona eu acho q nunca entrei num estado de tanta alegria e felicidade como eu estava nessa ultima sexta feira e queria agradecer a deus e aos responsaveis pelo show... vlw tbm irmaos q compareceram... nem nas minhas viagens nas mais loucas festas raves pelo brasil coisa que amo q sou apaixonado eu me me senti tao feliz quanto nesse show eu sempre adorei o nectar e com forfun eu sabia q ia ser o auge... quanto ao falar com eles curti uma ideia com o rodrigo e o danilo fumei um com eles inclusive levei especialmente pra eles e eles ja sorridentes falaram mtu obrigadoo me abraçarando huauha... eu ja to com 22 anos na kra mas a felicidade era tanta e eu nao sei como eu nao chorei nos momentos em feixava os olhos e cantava com toda a minha força as musicas do polisenso e quando lembrava meus tempos de 17 quando tocou constelação karina... sem mais indescritivel sem palavaras!

    ResponderExcluir