.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Nem alegria, nem tristeza

Depois de muita polêmica, muito glamour, muitas coletivas de imprensa e pouco futebol jogado, a seleção brasileira tropeçou diante dos holandeses e já tá com a passagem de volta comprada. Tristeza? Silêncio? Comoção nacional?

Nada, afinal "isso aí todo mundo já sabia, esse time aí não ia arrumar nada mesmo não", "Brasil é assim mesmo, não dá pra confiar nessa seleção", entre outras pérolas ouvidas no dia de hoje. Engraçado é que as pessoas que disseram isso horas antes estavam vestidas de verde-amarelo, torcendo, vibrando e vuvuzelando por aí. Mas depois da derrota, surgiu o cansativo discurso do eu-já-sabia. Então todo o dinheiro e tempo empregados em festas, bebidas, fogos e tinta de meio-fio foi por uma causa anunciadamente perdida?

Claro que não. Havia ainda uma esperança, maior em uns do que em outros, de que o time brasileiro reagisse, de que houvesse uma virada. Sempre há a esperança da vitória, mas após a derrota, parece mais conveniente que ela seja esquecida. Afinal, por que chorar e se lamentar?
Todo mundo já sabia...



Por outro lado, não sinto tristeza pela eliminação do time de Dunga. Talvez eu lamente mais pelo próprio treinador, coitado, agora engrossando as estatísticas de desempregados no país. Mas como admiradora do bom futebol, em época de Copa tenho a mania chata de esperar que vença o melhor. Gosto de assistir a um bom jogo, poder avaliar o nível de cada equipe e julgar qual delas merece sair vencedora. O Brasil, pelo que mostrou hoje em determinados momentos, talvez merecesse passar. Mas ganhar o Mundial, jamais. Quem sabe em 2014, com o Mundial sendo realizado aqui em nossa pátria amada idolatrada salve salve, não saia de uma vez esse bendito Hexa.



E não poderia deixar de citar aqui: eu até que tava gostando dos pontos facultativos durante os jogos... Mas acabou-se o que era doce, agora o país volta a sua programação normal.

Um comentário:

  1. Nem vo escrever nada a respeito, vou parar de te copiar.
    Até escrevi outra coisa. E tem você perdida lá pelo meio. rs

    ResponderExcluir